Maria, a Bem Aventurada

É muito edificante constatarmos na Tanach (Bíblia) muitos testemunhos de vida de muitas mulheres que fizeram o que era reto perante D’US. É inegável a honra destas servas de D’US que souberam viver e obedecer conforme a Boa, Perfeita e Agradável vontade de YAHWEH. O exemplo de vida destas mulheres e suas experiências com D’US se tornaram fonte que alimenta a fé, norteia decisões, inspira perseverança e impulsiona o crescimento e evolução espiritual até a posteridade. É de tal importância as experiências e testemunhos de vida destas mulheres que mereceram constar nos cânons sagrados por serem genuínos ensinamentos da parte de D’US para todas as gerações futuras. Estas mulheres foram quando viveram, e ainda são hoje como serão no futuro por causa da Tanach, um grande diferencial de D’US para a humanidade. Estudando a Tanach tanto homens como mulheres hoje são edificados pela obra que D’US realizou nas vidas e através das vidas destas valorosas e honradas mulheres bíblicas. Justa e merecida é a honra que hoje a igreja concede a estas mulheres por terem sido servas fiéis do ETERNO na Terra e por terem deixado um íntegro legado de ensinamento. Os homens de hoje são edificados por estes ensinamentos por causa da contribuição dos mesmos em seus processos de identificação: com eles poderão identificar mais facilmente as qualidades que desejam em suas futuras esposas; mais facilmente identificarão as virtudes e valores de suas atuais esposas e poderão mais facilmente identificar um modelo de educação e formação para as suas filhas. Igualmente, as mulheres de hoje são edificadas pelos ensinamentos dos testemunhos das mulheres bíblicas porque eles também contribuem para seus processos de identificação: pois identificarão mais facilmente qual a missão do papel feminino que D’US tem para elas; identificarão qual a melhor forma de ajudarem no crescimento e evolução de outras mulheres próximas e mais facilmente poderão identificar qual o melhor modelo de educação e formação para as suas filhas. A Tanach é realmente perfeita, glória a D’US pela Sua Palavra, pois com a riqueza das experiências humanas e espirituais destas mulheres, ou seja, com o lado feminino, se completou a sabedoria constante na Tanach. Ficamos emocionados com a humilhação e renúncia de Ana que suplicou por um filho mas após tê-lo e desmamá-lo o entregou no Templo para que ele viesse a ser o grande profeta e juiz Samuel. Ficamos cativados com a fidelidade bondosa e com a feminilidade íntegra de Rute que a levou de viúva pobre a esposa de rico chefe tribal e de sua descendência ter nascido o MASHIACH (Messias). Ficamos admirados com a determinação e firmeza de Débora que de profetisa se tornou comandante de um exército em guerra e juíza sobre todo Yisrael. Ficamos extasiados com a fé, foco e perspicácia que nortearam a vida de Hadassa até que ela se tornasse a grande imperatriz Ester. Ficamos admirados com os dons e competência de Miriã que juntamente com seus irmãos Moisés e Arão formou o primeiro conselho sacerdotal de D’US na Terra e consolidou os Estatutos Eternos da Torah para todo sempre. Ficamos agradecidos pela iniciativa precursora e pelo preparo de Priscila que abriu sua casa para que nela funcionasse uma igreja de YESHUA e por ter ministrado o Apóstolo Apolo no primeiro século. E assim tantas outras servas de D’US constantes na Tanach com seus tremendos testemunhos de vida e com suas sobrenaturais experiências com D’US. A igreja protestante (evangélica) de todo o planeta faz justiça ao conceder a estas mulheres suas menções de honra e admiração. Incontáveis são os artigos, muitas as teses teológicas, inúmeras as pregações e sermões e abundantes são as palestras e ministrações onde estas mulheres bíblicas são amplamente citadas e maiores ainda são os testemunhos de vidas hoje transformadas pelos exemplos delas. Mas chamo a atenção para uma jovenzinha que ficou esquecida e até mesmo desprezada, preterida e abandonada ao longo dos séculos. A igreja protestante (evangélica) de todo o planeta, por causa desta jovenzinha, tem uma dívida espiritual com D’US. Esta jovem foi a única em todo o planeta a ter condições e a aprovação de YAHWEH para gerar e parir o Seu FILHO UNIGÊNITO, O MASHIACH, YESHUA. Somente ela o FILHO DE D’US gerou, pariu, amamentou, lavou, aqueceu, alimentou, ouviu as primeiras sílabas, acompanhou os primeiros passinhos, o viu de menino virar jovem, de jovem virar adulto, de adulto virar o MASHIACH, de MASHIACH o ouviu ensinar, o acompanhou e não o abandonou quando viu seu rebento ser açoitado, martirizado e crucificado numa cruz, antes, lá esteve em todos os momentos, até que finalmente o viu se entregar nos braços do ABA. Até mesmo após isto, obedeceu seu filho indo viver o resto de seus dias com Yochanan (João) conforme ELE havia falado. Por causa da idolatria de alguns a igreja protestante (evangélica) deste mundo peca, porque o pecado destes não pode e não joga sombra alguma sobre a vida de santidade inquestionável desta mulher. Não sei como AQUELE que a escolheu entre todas deste planeta para LHE gerar SEU Filho tratará desta injustiça praticada sobre a SUA escolhida. Também não sei como AQUELE que durante anos dependeu totalmente desta mulher tratará o desprezo e a desconsideração pela única a quem ELE chamou de mãe. Ela nada pediu para si, mesmo sendo muito jovem e estando grávida, a única coisa que ela disse sobre si é que as gerações futuras a chamariam de bem aventurada porque o ETERNO tinha feito grande obra em sua vida. Apenas isso essa serva de D’US, com a maior obra do ABA em seu ventre, disse a seu próprio respeito. Ou seja, ela disse que todos iriam concordar que ela era abençoada. Só isso! E somente abençoada porque D’US tinha operado maravilhas nela. Somente isto! Tantas outras mulheres da Tanach receberam e ainda recebem a honra que realmente lhes são devida. Mas esta jovenzinha, por causa da idolatria de uns e da reação ignorante de outros a esta mesma idolatria, acabou recebendo da humanidade uma incompreensão de absurdo obscurantismo. De um lado ofendem a D’US por idolatrarem-na pois ela somente foi serva e obedeceu sendo que tudo mais veio de D’US . De outro lado também ofendem a D’US por não darem a honra ao maior exemplo de servidão, retidão e obediência depois de YESHUA. Depois da vida humana de YESHUA, só se encontra a vida dela na Tanach onde nenhuma falha, nenhum erro, nenhum pecado lhe são imputados. Servidão e obediência, ter sido serva obediente, foi e é o legado deixado por ela. Merecidamente a honra foi e é dada a muitos e muitas, pois que seja dada a honra também a esta serva obediente de D’US, única em toda a terra que teve condições para gerar o Filho de D’US, única que esteve com YESHUA desde o momento que veio a este mundo até o momento em que deste mundo partiu: Maria. 

Rabi Eder Pinheiro (Pastor e Profeta)

(Abaixo foto que tirei do local do Nascimento em Belém de Efrata/Yisrael)