Feudos da Fé

De uma vez por todas ministros de igrejas precisam parar de tratar as pessoas que com eles congregam como se fossem ovelhas ovelhas; na acepção biológica do termo. A Tanach usa uma figura de linguagem ovelha/rebalho com alguns pontos que, alegoricamente, lembram o trato com ovinos e caprinos no sentido puramente literário e poético. Mesmo assim a Tanach, poeticamente, faz maior referência ao comportamento, postura e foro íntimo do pastor, que sempre é um ser humano, onde explora altos sentimentos e princípios do mesmo como zelo, amor, cuidado, provisão, proteção, condução do seu "rebanho". Entretanto, a Tanach não faz nenhuma referência às pessoas como ovelhas/rebanho quanto à condição animalesca destes seres vivos, muito menos quanto à irracionalidade, a falta de tirocínio e outras características próprias e naturais dos animais. Quando muito refere-se à mansidão mas sem traçar paralelo com a subjugação do homem pelo homem. Mas mesmo assim alguns ministros cismam de tratar as pessoas segundo estas características reservadas unicamente ao mundo animal. Tratam as pessoas como simples fornecedoras de lã e leite (dízimos e ofertas) e, em casos extremos, até de carne (pois doam até o que não têm). Tratam-nas como se não possuem inteligência, tirocínio, poder de decisão e livre arbítrio. Conduzem estas pessoas como se fossem gados e chegam a expressar palavras que comprovam sua condição de pecuaristas. Estes ministros estão deturpando uma vivência biblicamente experimentada no passado na sua mais alta concepção. Pessoas estão no topo da cadeia da criação de D'US. Pessoas estão no topo da cadeia salvacionista de D'US. Pessoas estão no topo da cadeia intelectual de D'US. Pessoas estão no topo da preferência e do amor de D'US. Seres humanos são a Obra Prima de D'US que justificam o CREADOR. Como podem estas pessoas distorcerem uma menção poética dos Escritos Sagrados e com isto subjugarem e subestimarem seus semelhantes? A ninguém foi outorgado este direito. Outras vezes esse trato desprezível é disfarçado onde a palavra ovelha é substituída pela palavra discípulo. Tanto pior ou nada muda, pois estes discípulos são tratados como se não possuíssem vontade própria, nem inteligência, devem se anular completamente perante seus líderes, ou seja, tudo volta à animália, não pensam, não escolhem, de nada sabem, não raciocinam sendo todos então, animais. Quando estes supostos líderes conseguem formar seus rebanhos dentro destas características, se prezam a papéis desavergonhados pois descaradamente manipulam e controlam seus liderados apresentando seus shows evangelísticos com fortes lances teatrais e cenas de comprovado animismo. São falsos pastores, falsos profetas, falsos mestres, falsos apóstolos e falsos evangelistas que não são sacerdotes de YAHWEH, nem de YESHUA e muito mensos do HUACK HA KODESH. Mas é possível se safar destes feudos. Entretando quando alguém não aceita mais ser tratado desta forma e se retira de suas fileiras, logo é acusado de ser rebelde ou de endemoninhado. Esta classificação garante a posição dos controladores no comando e a subjugação daqueles que entorpecidos lhes seguem. Estes senhores feudais da tola fé exigem obediência total, exigem que alianças unilaterais sejam firmadas e mais uma série de amarrações que supostamente garantem que o cabresto e o laço estejam firmes no lombo e no pescoço de seus rebanhos. Isto tem que acabar! A Tanach coloca o homem, o ser humano, em seu lugar de honra perante o ETERNO. YESHUA tratou seus seguidores e foi tratado por eles naquilo que ainda hoje é reconhecido como um exemplo de equipe que, mesmo reduzida, revolucionou o planeta. Até mesmo Judas Iscariotes foi tratado até o fim de uma forma tão nobre que constrange as teses teológicas. Várias doutrinas humanas saíram da Bíblia para se contraporem a ela. A doutrina do rebanho, ou a doutrina da ovelha, como preferirem, é mais outra que alguém espertamente tirou da Bíblia, deturpou, moldou aos seus próprios interesses e hoje ameaça a verdadeira fé, desacredita a Palavra de D'US e coloca grandes empecilhos ao avanço do Caminho. Estes falsos ministros têm colocado no mundo uma multidão de decepcionados, feridos, machucados e explorados que nada mais querem saber de igrejas e até mesmo de D'US. A dignidade das pessoas dentro das igrejas precisa ser restaurada antes que não sobre mais igrejas para as indignarem. A lisura, o respeito, a consideração, a integridade e o amor para tratar as pessoas dentro das igrejas precisam ser restaurados e praticados, em espírito e em verdade, integralmente pelos seus líderes. O Chamado da Restauração tem sido suspirado pelo HUACK HA KODESH às portas dos corações de muitos e se você sente o bafejar do ESPÍRITO na sua consciência, abra, pois se abrir e O convidar para entrar, você ficará maravilhado com as novas lições de amor e de decência que lhe serão ministradas.


Rabi Eder Pinheiro (Pastor e Profeta)