A Dor

A dor, no nosso processo de cura interior, é fundamental para livrar nossas feridas de alma de todo tipo de contaminação. O aceleramento do nosso processo de cura e cicatrização íntimas, necessário para fechar definitivamente nossas feridas, demanda momentos alternados de dor, que variam de intensidade e duração, e nos lembram que naquele lugar e momento adquirimos um importante ensinamento que ficará impresso para sempre em nossas lembranças.
 
Cada ferida, cada machucadura íntima é um conhecimento recebido, uma experiência absorvida, um aprendizado adquirido, um avanço, uma evolução desde que seja curada e sarada no seu tempo certo. Porque as feridas também têm o seu momento de sangrar. Olhar as cicatrizes deixadas pelas feridas saradas e curadas é constatar os registros deixados pelas experiências marcantes vividas.
 
Tornam-se traumas e complexos aquelas feridas e machucaduras que inflamam, não fecham por cultivarem contaminações em cima de contaminações. Se não fosse a dor a nos sinalizar as anormalidades, não iríamos nos importar e todas as nossas feridas permaneceriam abertas e infeccionadas. Acabaríamos por nos tornar uma ferida só.
 
A dor nos leva a buscar o tratamento mais adequado o mais rápido possível. Machucaduras indolores podem se tornar males irreversíveis. A dor nos sinaliza se o tratamento está dando bons resultados pela eficiência ou se é inócuo pela ineficácia. A dor, ou melhor, a ausência dela depois que passa é que nos nos anuncia a tão esperada cura.
 
Por mais que não aceitemos a dor e, realmente, ela nada tem de agradável em qualquer uma de suas manifestações, é ela que estabelece os memoriais que definem uma vida feliz ou uma triste existência.
 
A dor corrige a rota e nos evita as colisões. A compreensão e aceitação da existência da dor evita que machuquemos mais a nós mesmos e que machuquemos mais as pessoas à nossa volta. Ela nos faz parar em nossos processos autodestrutivos e também de agressividades e violências com o nosso próximo.
 
Quando YESHUA disse que teríamos dores neste mundo, mesmo dentro da vasta interpretação destas palavras, não podemos deixar de compreender também que ELE, de uma certa forma, nos estava apontando a dor como um dos fatores balizadores do nosso caminhar por esta terra.

שלום וברכה - Shalom u´vrachá! - Paz e Bênção!   


Pastor e Profeta Eder Pinheiro   
C.E.M - COMUNIDADE EVANGÉLICA MAKADESH   
"Porque todo o Plano de D'US em nossas vidas começa e continua com a santidade!"